Bolo AniversárioA cobertura do bolo é um complemento que pode ser feito de diversos sabores, dá mais sabor e atual como um complemento estético para esse alimento que todo mundo adora.

Os bolos podem ser simples lanches ou até a atração principal de um festa e por isso é importante caprichar ao fazer um.

Os bolos surgiram na antiguidade e já foram parecidos com os pães, mas foram evoluindo e ficando diferenciados. Já foram símbolo de status e poder na Europa monárquica e receberam muita influência dos confeiteiros reais que na tentativa de encher os olhos da nobreza desenvolviam receitas de bolos cheios de enfeites.

Hoje os bolos não são privilégio só de um minoria, afinal é muito mais fácil fazê-los e comprá-los, se tornaram tão comuns que são utilizados em lanches e café da manhã, ou seja, fazem parte do nosso dia-a-dia. Mas, por outro lado, também são peças fundamentais em comemorações como aniversários e festas de casamentos, só que sempre com toques especiais.

O que os torna diferentes nesses casos, são os recheios e coberturas que enfeitam e complementam o sabor. As principais coberturas, chocolate e glacê são as mais utilizadas, são fáceis de fazer e podem ser feitas em casa mesmo.

Existe uma infinidade de receitas para preparar bolos com diversos sabores. No Brasil, os que mais fazem sucesso são os de chocolate, cenoura, laranja, limão e coco. Essas receitas surgiram primeiro da tradição europeia mas a mistura étnica propiciou também uma nova culinária. Os indígenas contribuíram com os bolos de mandioca e fubá. As frutas também são muito utilizadas, tanto para fazer massa, coberturas e recheios, exemplos são a laranja, o limão e abacaxi.

Bolos adaptados e enfeitados nos remete aos adoráveis cupcakes, que possuem origem inglesa e se tornaram febre no país. São tão bonitos, tão delicadamente decorados que atrai os olhares gulosos.

Para fazer os bolos é preciso seguir algumas regras e tomar alguns cuidados, tem coisas que aprendemos naturalmente, mas é sempre bom saber o que pode nos prejudicar e ajudar na hora de preparar um bolo.

História dos Bolos Decorados

Os bolos que conhecemos hoje é uma evolução das receitas de pão e mel que já eram utilizadas na antiguidade, no Egito, Grécia e Roma. Há registros de que os cozinheiros do faraó Ramsés já executavam receitas elaboradas de doces muito parecidos com bolos. Na Grécia Antiga esse tipo de receita era feito para as celebrações aos deuses, mais especificamente para deusa Ártemis.

Mas os responsáveis por difundir o costume de utilizar o pão doce, ancestral do bolo, em comemorações de aniversário e casamentos, foram os romanos. Eles tinham o hábito de comemorar a data de nascimento das pessoas e esse tipo de receita era usada, como uma comida especial da festa. Na verdade, os romanos aprimoraram as técnicas para fazer os bolos, como eles conheciam a fermentação, utilizaram dela para fazer a massa crescer mais.

As famílias romanas mais poderosas, costumavam organizar festas grandes quando havia casamentos e os bolos eram utilizados nas celebrações. Faziam-se bolinhos de marzipã decorados para jogar nos noivos, após a festa, o que representava fertilidade e desejo dos convidados de que os noivos fossem muito felizes em um casamento próspero e que tivessem muitos filhos. 

Confeitando BoloNa Idade Média, o modo de preparo dos bolos e pães já havia evoluído e os registros de modo de preparo de bolos nesse período eram bem parecidos com os de atualmente. Tem-se conhecimento de receitas italianas do século XIV que distinguia o bolo do pão doce, por exemplo. Na Alemanha medieval, tinha-se costume de fazer bolos para comemorar o Natal. Esses bolos eram confeccionados no formato do menino Jesus, e mais tarde essa receita começou a ser utilizada nas comemorações de aniversário de crianças, o que virou um costume, pois elas adoravam, assim como os adultos.

No século XVII, a rainha Catarina de Médici casou-se com um rei francês e quando se mudou para o reino do marido, Henrique II, levou consigo da Itália, uma leva de cozinheiros especialistas em doces, eles difundiram na corte francesa os bolos decorados que depois ficaram famosos em toda a Europa.

Por todo continente europeu o bolo decorado tornou-se um símbolo das ricas cortes e do poder econômico que os integrantes delas tinham. Os ingredientes eram muito caros e os esforços que precisavam reunir para fazer um único bolo eram impossíveis para um cidadão comum daquela época, afinal não havia máquina que facilitasse o preparo da massa, por exemplo. Os ingredientes também não eram sofisticados como hoje, a manteiga era muito grossa, o fermento precisava ser preparado dias antes do bolo ser feito, exigia muito cuidado e atenção e o açúcar era quase raro.

No século XIX, alguns confeiteiros europeus viraram verdadeiras celebridades, as inovações nas receitas e decorações de bolos foram enormes nessa época. Alguns desses cozinheiros registraram receitas inovadoras e exclusivas que são utilizadas e fazem muito sucesso até hoje. Desenvolveram técnicas de confecção de decorações de açúcar, a pasta americana e o glacê, que fez muito sucesso.

Já no último século, as técnicas de enfeitar bolos se tornaram mais acessíveis, foram renovadas e continuam evoluindo. As facilidades tecnológicas ajudaram na popularização dos bolos na sociedade, hoje, sem dúvida pode-se fazer um bolo muito mais rapidamente do que há cinquenta anos, os ingredientes são mais baratos e vem praticamente prontos para uso. Enfeitar os bolos também é muito mais fácil, temos uma infinidade de opção para fazê-lo e podemos afirmar que são ainda mais gostosos.